Assecor

ASSECOR marcou presença na 2ª Conferência do Fonacate

Representante da Associação, Márcio de Oliveira, participou do talk show promovido no último dia do evento

O último dia da 2ª Conferência Nacional das Carreiras Típicas de Estado contou com o talk show “O Papel das Carreiras Típicas de Estado na Construção e Implementação de um Projeto Nacional de Desenvolvimento”. A apresentação foi mediada pelo jornalista Luciano Pires e teve como expositor o pesquisador do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Ronaldo Coutinho Garcia.

A mesa foi coordenada pela presidente da União dos Auditores Federais de Controle Externo (Auditar), Bruna Mara Couto, e contou com a presença de dois convidados: o representante da ASSECOR, Márcio de Oliveira e o diplomata indicado pelo Sindicato Nacional dos Servidores do Ministério das Relações Exteriores (SINDITAMARATY), Rômulo Neves,

Ronaldo Garcia sugeriu que os servidores públicos sirvam de fato ao público, o que implica em serem mais ativos na disputa política pela implementação de um projeto nacional. “Servidores organizados e comprometidos com o bem comum e o interesse geral do povo são a primeira trincheira de defesa de um projeto nacional”, destacou.

O jornalista Luciano Pires indagou se para a sociedade as despesas com servidores eram gasto ou investimento. De acordo com Oliveira, comparativamente, os gastos com servidores públicos no Brasil são menores que em países desenvolvidos.

Oliveira ainda falou sobre o projeto que a ASSECOR iniciou, juntamente com outras entidades, com o objetivo de discutir, construir e acompanhar a implementação de um plano nacional de desenvolvimento econômico e social, que incorpore os planos de desenvolvimentos regionais e dê diretrizes para o plano de ordenação territorial e os planos plurianuais.“Nossa iniciativa está além do roteiro tradicional de debates sobre projeto nacional. Nós pretendemos construir coletivamente uma proposta a ser levada aos representantes eleitos e à sociedade, de maneira que a Constituição seja cumprida”, esclareceu.

O representante da ASSECOR no evento finalizou convidando o Fonacate e as associações a agregarem na construção desse projeto. Para isso, basta entrar em contato com a ASSECOR e solicitar informações sobre o Fórum de Planejamento e Desenvolvimento.

Rômulo Neves lembrou que o salário médio da população ativa está em tono de R$ 1.100,00, o dos servidores públicos em geral (incluindo estados e municípios) é de R$ 1.800, e o das Carreiras Típicas de Estado está além disso. “Devemos dar o retorno à sociedade do investimento feito nestas carreiras”, destacou.

O talk show foi o último evento da 2ª Conferência Nacional das Carreiras Típicas de Estado, promovida nos dias 12 e 13 de abril, no Auditório Nereu Ramos, da Câmara dos Deputados.

 

Camila Jungles, assessora de comunicação da ASSECOR.

Comentários por Disqus