Assecor

Apresentação de pauta específica do Ciclo de Gestão e Núcleo Financeiro

Representantes das entidades solicitaram audiência com o secretário de Recursos Humanos do Ministério do Planejamento para apresentar reivindicações das carreiras

Na manhã desta quarta-feira (15/6), o vice-presidente da ASSECOR, Antonio M. R. Magalhães, participou de reunião com os dirigentes das entidades das carreiras do Ciclo de Gestão e Núcleo Financeiro. O objetivo do encontro foi fechar uma pauta conjunta de negociação para que seja apresentada ao secretário de Recursos Humanos do Ministério do Planejamento, Duvanier Paiva.

 

imagem2

Essa será uma iniciativa que agrega esforços à campanha geral dos servidores públicos, que conta com a participação de 32 entidades, mas esclarece as reivindicações especificas do grupo de carreiras formado pelo Ciclo de Gestão e Núcleo Financeiro. “Fazemos parte do grupo geral, mas temos pautas específicas que precisam ser encaminhadas o quanto antes”, disse o vice-presidente da ASSECOR.

O documento que será entregue ao secretário de Recursos Humanos destaca a urgência da implementação dos Memoriais firmados entre a SRH/MP e as entidades do Ciclo de Gestão e do Núcleo Financeiro no dia 15 de dezembro de 2010. Esses documentos permitem a modernização dos quadros de pessoal desses segmentos por meio do envio de projeto ao Congresso Nacional. Além disso, as entidades também reivindicam a recomposição salarial e a abertura de concursos públicos para a reposição dos quadros de servidores.

 

foto3

A pauta de negociação ainda traz a questão do aumento linear para os servidores públicos em 2011, com base na proposta já apresentada à SRH/MP pelo grupo das 32 entidades. Outro ponto abordado no texto é a alocação de recursos no orçamento de 2012 para a recomposição das tabelas salariais no limite de 90,25% do subsídio de Ministro do Supremo Tribunal Federal.

A previsão é que os representantes das entidades sejam recebidos na SRH até o final da próxima semana.

 

Camila Jungles, assessora de comunicação da ASSECOR.

Comentários por Disqus